pt-br 9:00 - 18:00 (UTC -3)
pt-br 9:00 - 18:00 (UTC -3)

O que é uma newsletter e como pode ajudar no seu negócio?

Na necessidade de melhorar a estratégia de conteúdo, as empresas, os afiliados e os representantes de e-commerce buscam novas possibilidades, a cada dia. Há não muito tempo, ao falar de conteúdo, a maioria só pensava em e-mail marketing e, no máximo, artigos de blog. Mas hoje, todos sabemos que isso não é suficiente. É preciso gerar mais alguma alternativa que ofereça algo diferente e também que cumpra outras funções. Vamos ver o que é uma newsletter, para que serve e o que ter em conta para fazer uma.

O que é uma newsletter?

Se você ainda não tem muito claro o que significa o termo newsletter, não se preocupe, pois com certeza, você já ouviu falar em boletim informativo, certo? Pois bem, é esse boletim mesmo, mas o que é? É um tipo de publicação que uma marca, empresa, vendedor ou afiliado faz com uma determinada frequência. Como dizemos, a principal característica desta ferramenta de conteúdo é que ela tem entrega fixa com periodicidade, passando a ser quase um jornal do negócio.

Pensando na newsletter como se fosse um jornal, é fácil perceber que há determinadas regras ou formalidades que ela deverá seguir. Pois todas devem seguir as mesmas diretrizes para serem identificadas como o mesmo produto e, o mais importante, da mesma procedência. Quer dizer, quando você escolhe um determinado jornal para ler, você mentalmente já sabe o formato que ele vai ter, as cores que identificam a marca, o tipo de letra dos artigos e até quais as empresas parceiras que você poderá achar novidades e promoções. Correto? Pois bem, a mesma coisa deve ocorrer com as newsletters. Assim que um cliente receber o e-mail, mentalmente tem que aparecer para ele a imagem do que é.

Então, um boletim informativo deve sempre manter uma linha de produção, isto é:

1- Fonte de letra.

2- Cores.

3- Estilo e tamanho de imagens.

4- Valores e cultura geral que representem à marca.

5- Registro, estilo e tom de texto.

6- Extensão de cada artigo e geral, isto é, em total.

E-mail marketing e newsletter: é o mesmo?

Como explicamos anteriormente, uma newsletter, mesmo tendo aspectos em comum com um e-mail marketing, é outra ferramenta. Ambas têm diferentes objetivos, apresentam formatos um pouco distintos e levam diferentes informações. O conteúdo, o formato e a extensão variam consideravelmente.

Os e-mail marketing fundamentalmente têm o foco em mensagens curtas, divulgação de promoções, entrega de lembretes de eventos importantes, bem como saudações para datas especiais. Isso quer dizer que, em poucas palavras, deve cativar a atenção do leitor, tornando-se imprescindível um assunto irresistível e uma imagem leve mas cativante.

Já as newsletter costumam ser um pouco mais extensas. Claro que não devem ser e-books, mas não estão limitadas a um espaço restrito de caracteres, já que buscam levar informação completa ao leitor, e não simplesmente uma frase atrativa com um link. Dito isso, você deve planejar com tempo uma estratégia de conteúdo para os boletins, pois tem que lembrar a importância de continuar sempre a mesma linha de ideias. Você não pode sair do foco, mudando completamente a temática do assunto de um boletim para outro.

Mais uma diferença da newsletter com o e-mail marketing é que a primeira é enviada exclusivamente para quem tiver feito a solicitação de envio. Enquanto o e-mail marketing geral, muitas vezes, pode ser enviado para um público aleatório.

O que deve ser considerado para a elaboração de uma newsletter?

Conteúdo, conteúdo e mais conteúdo! Parece exagerado, mas é no conteúdo que você deve focar. Todas as considerações necessárias para a elaboração de uma newsletter são referentes ao conteúdo. Então, a melhor maneira de fazê-lo é pensar que tudo o que o boletim conter deve informar, ser útil e tem que estar só se for relevante. Para isso, siga estas dicas:

1- Elabore uma estratégia de conteúdo, pensando na linha temática do seu negócio.

2- A partir disso, procure informação e identifique os principais temas que deverão ser incluídos.

3- Faça subdivisões desses temas, aumentando assim o alcance teórico, mas sem se afastar do original.

4- Determine o registro e o vocabulário a ser utilizado no boletim, para que seja respeitado no decorrer de todas as entregas.

5- Baseie seus textos sempre nas necessidades e interesses do seu público.

6- Inclua notícias relevantes da marca.

7- Escolha um estilo de imagens e siga-o sempre.

8- Escreva, corrija e volte a escrever, quantas vezes for preciso.

9- Nunca perca o foco informativo e educativo, pois não deve passar a ser um canal de vendas diretas.

10- Trabalhe na extensão, não se limitando nas palavras mas sem se estender desnecessariamente.

11- Da mesma maneira do que nos e-mail marketing, cuide dos assuntos. Eles são a porta ao conteúdo; se não forem claros, atrativos e originais, o conteúdo nunca será lido.

Qual a periodicidade de envio ideal?

Na ânsia de entregar algo aos clientes, para que eles não pensem que a marca se esqueceu deles, muitas vezes cometemos o erro de enviar informação com muita frequência. Isso, longe de servir para gerar uma boa imagem, consegue cansar o público fazendo com que e-mails bem elaborados, pensados, trabalhados e realmente bons sejam completamente esquecidos ou tristemente jogados no lixo. Por isso, não é recomendável mandar newsletters todo o tempo. Tem quem diga que devem ser semanais, outros acham que tem que ser a cada quinze dias e tem até quem pensa que devem ser mensais. O ideal é que você teste para ver o que se encaixa melhor no seu caso.

Qual a vantagem da newsletter diante do e-mail marketing?

A principal vantagem da newsletter diante do e-mail marketing é a conversão. Acontece que o cliente recebe a newsletter só por causa da sua solicitação ou acordo com a marca. Isso quer dizer que tem interesse em recebê-la e que não cairá no seu e-mail pelo simples fato do seu endereço eletrônico ter ficado em uma lista aleatória. Em conclusão, a probabilidade da newsletter ser aberta é maior, em comparação com o e-mail. Portanto, também será maior a chance de converter.

Agora você já sabe o que é uma newsletter e como pode ser útil para que suas vendas aumentem, até mesmo mais do que o típico e-mail marketing. O que está esperando para colocar esta ferramenta à sua disposição na estratégia de conteúdo?

SE VOCÊ AINDA NÃO TRABALHA CONOSCO, VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE!