pt-bres 9:00 - 18:00 (UTC -3)
pt-bres 9:00 - 18:00 (UTC -3)

Os 10 maiores mitos sobre ser um afiliado

Como sabemos, o trabalho de um afiliado traz muitas vantagens e benefícios para quem se dedicar a isso. Quando uma pessoa começa a pensar nesta profissão como uma maneira de obter renda extra para viver, muitas dúvidas e incertezas surgem. Então, a busca de informação se torna uma tarefa importante, mas vale lembrar que nem todas as informações estão corretas e são de confiança.

Não devemos esquecer que, muitas vezes, há dados incorretos ou que, por falta de experiência e verificação, acabam não sendo tão reais como aparentam. Como queremos que você esteja bem informado, trazemos aqui os 10 maiores mitos sobre ser um afiliado. Vejamos quais são:

1- “Posso trabalhar pouco”

Sem dúvidas, o maior mito de todos. Ser afiliado não significa trabalhar pouco, significa trabalhar em condições mais confortáveis, mas é necessário muita disciplina e dedicação. Você pode se dar ao luxo de um dia sem trabalhar para resolver assuntos pessoais ou descansar, ver seus amigos com mais frequência, fazer uma viagem no meio da semana, mas irá trabalhar bastante e focado nos demais dias. É preciso entender que se você não cumpre um horário determinado por outra pessoa e se sua renda mensal depende unicamente do seu esforço pessoal, você necessita ter mais foco do que nunca. Pois a recompensa virá, unicamente, em consequência e proporção do trabalho que você tiver feito, do esforço que tiver colocado nisso e da dedicação que tiver demonstrado.

2- “Vou ganhar dinheiro rapidamente”

Comissões não são um salário; não basta se apresentar ao trabalho para ter seu pagamento em 30 dias. Comissão é resultado de trabalho e esforço, e se tratando de um trabalho com as características da afiliação, você precisa ter paciência. Nos primeiros meses é possível que você ganhe pouco ou nada, mas são momentos importantíssimos para você aprender sobre as ferramentas necessárias, conhecer seu público e entender as possibilidades do produto que vai vender. Por isso é importante, se você pensa em abandonar seu trabalho e investir tudo na carreira de afiliado, ter um pé de meia para os primeiros meses.. Além disso, como falávamos anteriormente, uma comissão não pode ser considerada um salário, pois não é fixa. Quer dizer que um mês você pode receber um determinado valor e, no mês seguinte, outro bem diferente. Isso obrigará você ter uma boa administração do dinheiro recebido.

3- “Posso vender qualquer coisa”

O que você faz quando abre uma página web que está completamente cheia de anúncios? Você olha anúncio por anúncio? Clica em banners? Certamente sua resposta é “não”, pois é isso que faz a maioria das pessoas que navegam pela internet todos os dias. Esse é um dos grandes mitos: encher sua página web de anúncios de todos os tipos, achando que isso trará bons resultados. Você precisa conhecer o público, dialogar mais com ele e vender os produtos mais indicados, com base nos dados que tiver recolhido de uma intensa busca de informações. A partir deste trabalho você poderá criar mais textos sobre os produtos, emitir opiniões mais personalizadas e criativas, e, o mais importante, vender unicamente aquilo que encaixar com o perfil do seu cliente.

4- “Não preciso investir nada”

Já pensou em usar tráfego pago? E em criar um anúncio no Facebook? Tudo isso requer investimento e pode impulsionar seu trabalho para que se torne rentável. É verdade que uma das vantagens dos programas de afiliados é que você pode começar o trabalho com um investimento relativamente baixo. Porém, para crescer e aumentar a quantidade de usuários que prefiram a sua oferta, será necessário um investimento maior. Pois chegará uma hora que, para evoluir, será imprescindível a compra de mais ferramentas de trabalho. Portanto, considere seriamente pagar para ter alguns recursos interessantes de vendas; é um investimento com retorno certo.

5- “Não preciso avaliar meus resultados”

Um bom afiliado cria suas próprias metas e avalia seus resultados, desta forma, está todo o tempo aberto para agregar novas ferramentas e alterar a forma de divulgar. A forma mais fácil e rápida para avaliar resultado é através das suas vendas; se não está vendendo nada, alguma coisa está errada. Mas nem tudo é tão simples assim, por exemplo: se faz pouco tempo que você começou essa aventura ou se você está avaliando justamente um período no qual se vende pouco de uma maneira geral, você precisa considerar suas vendas em um contexto particular. Entre outras ferramentas, estão o tráfego que você consegue em sua página, os números de abertura do seu e-mail marketing ou de clicks nos seus links. Aproprie-se de todas as ferramentas para avaliar seu trabalho e fazer com que ele seja mais efetivo. A avaliação dos resultados é realmente importante pois é a melhor maneira de saber se você está no caminho certo, o que precisa ser melhorado e o que deve ser mantido ou deixado completamente de lado. A partir disso, você deve determinar as estratégias e planos a seguir.

6- “Já divulguei uma vez, não preciso insistir”

Um dos grandes segredos do sucesso de um afiliado é a constância e atualização permanente. Se você tem um canal de YouTube, deverá postar vídeos regularmente; se tem um site, blog ou redes sociais, deverá produzir conteúdo constantemente e estar sempre atento aos banners e links de promoções divulgados. É um compromisso que você terá com sua nova profissão; mesmo que, em algum momento, não esteja vendo resultados imediatos, precisará insistir, não ficando para atrás.

7- “Não preciso conhecer o que estou vendendo”

Você obterá muito mais efetividade se conhecer bem o que está vendendo, fazendo com que seja possível emitir uma opinião pessoal sobre o produto. Além do conhecimento propriamente dito, algo que serve muito é o afiliado contar a sua experiência pessoal com o produto, deixando para os usuários uma opinião diferenciada, muito mais personalizada do que se fosse uma espécie de guia de uso. Clique aqui e conheça todos os detalhes do produto a divulgar.

8- “Não preciso conhecer para quem estou vendendo”

O trabalho de um afiliado, certamente, não pode ser feito sem prévio conhecimento detalhado do público objetivo. Pois, se alguém fizer toda a promoção do produto, gerando o conteúdo necessário para isso e criando as estratégias, mas sem pensar no público alvo, pode estar fazendo um esforço enorme sem ter recompensa alguma depois. Devido a não estar chegando às pessoas certas.

9- “Não preciso ser criativo”

Mesmo que o produto ou serviço que você vai vender não seja seu e, portanto, não precise de usar criatividade para a elaboração dele, será importantíssimo você aplicar sua criatividade, para conseguir fechar uma venda. A forma como você apresentará o produto será tão determinante quanto a qualidade do produto em si, portanto, seja criativo. Comece pesquisando formas criativas de vendas e tente adaptá-las ao seu mercado.

10- “Não preciso estudar nada”

Você sabe algo sobre SEO? Redação criativa? Copywriting? Se sua resposta é “não”, é importante saber que conhecer essas ferramentas é base fundamental para seu novo trabalho. Então, considere seriamente fazer cursos online ou presenciais, assinar newsletters de agências de marketing digital e ler muitos artigos de pessoas que estão no mesmo caminho que você. Trabalhar como afiliado de uma marca requer conhecimentos fundamentais para saber como alinhar a estratégia, como elaborar os planos, que ferramentas de marketing funcionam para qual situação e como medir os resultados. Quer dizer que é relevante você começar a se profissionalizar na área para atrair novos clientes e, a cada dia, aumentar os seus ganhos.

Já conhece quais são as ferramentas básicas e principais para iniciar um trabalho de afiliados? Quer saber mais sobre como utilizar as diferentes alternativas de marketing online? Convidamos você para ler o nossos posts e ficar por dentro de todas as novidades desta profissão.

Quer fazer parte da nossa equipe de afiliados? CADASTRE-SE AQUI!