pt-br 9:00 - 18:00 (UTC -3)
pt-br 9:00 - 18:00 (UTC -3)

A afiliação como segunda carreira

Hoje em dia, é bastante comum as pessoas saírem em busca de uma segunda opção profissional. Às vezes, em paralelo à sua primeira carreira, e outras, como uma alternativa para deixar a mais antiga. Você já passou por essa etapa ou está pensando em inovar na sua rotina? Então, acompanhe esse post conosco.

Como foi a evolução de uma para várias profissões?

Antigamente, era impensável uma pessoa possuir mais de uma profissão ou se dedicar a duas coisas completamente diferentes. E mudar de profissão, depois de anos na mesma, era inimaginável. Mas as pessoas não são as mesmas, o estilo de vida mudou, as necessidades e os gostos também. Claro que a parte profissional não ficou de fora das mudanças e foi acompanhando esse processo todo.

Em outra época, as pessoas buscavam um emprego fixo (para toda a vida, talvez) e, aquelas que estudavam nem pensavam em deixar essa formação para adquirir outra. E isso tinha várias explicações, de todo tipo, sociais, econômicas e culturais.

Uma das causas é que, antes, era mais difícil se formar e chegar a um nível educativo alto. Os que chegavam a esse nível nem consideravam deixar o que tinham atingido, por ter sido tão difícil. Além disso, as opções de formação eram bem menores das que temos agora, o que reduzia mais a intenção de saltar de uma carreira para outra.

Além disso, o estilo de vida era totalmente diferente, os empregos estavam pensados para terem uma duração longa, as empresas não tinham o costume de contratar pessoal o tempo todo, e, desse jeito, a mobilidade nos trabalhos era quase nula.

E tem mais fatores que explicam essa evolução profissional, muitos deles nem chegaremos a entender bem. Porém, é evidente que o ritmo do mundo, em geral, tem mudado e, com ele, os empregos e os costumes dos trabalhadores. Hoje, os trabalhos não têm uma duração tão longa como antes. Houve uma época que era normal alguém ficar 30 anos no mesmo lugar, cumprindo a mesma função. Isso porque, em primeiro lugar, os empregadores não trocavam de empregados com tanta frequência, e, em segundo lugar, os próprios empregados não gostavam ir de um lado para outro. Em geral, a maioria buscava permanecer em um lugar seguro.

Observando essa realidade, vemos que hoje nenhum de nós está “programado” para funcionar dessa maneira. Tudo acontece mais rapidamente, as pessoas têm maior alcance a formações variadas, a oferta de estudos se diversificou e todos estamos, em maior ou menor intensidade, adaptados às mudanças.

Surge, assim, a afiliação como segunda carreira?

Dessa maneira, foram aparecendo inovações de todo tipo, uma delas, a afiliação. Sem dúvidas, é excelente para quem quer mudar não somente a profissão, mas também de estilo de vida. E a mudança é maior, quando a pessoa passou anos trabalhando de forma tradicional. Agora, em vez de trabalhar em um escritório formal ela passa a ficar em casa. De cumprir um horário fixo determinado, a escolher quando e quanto trabalhar. De ter que respeitar certas modalidades de trabalho definidas por um supervisor, a ser o seu próprio chefe. 

O que mais pode pedir alguém que já passou por um trabalho clássico, que quer mudar de vida, experimentar novos estilos e, ainda, pensar em uma segunda carreira profissional?  Para ser afiliado, não há requisito de idade, de experiência prévia nem de gostos e interesses pessoais. Existem milhares de produtos e muitas vias, técnicas e estratégias de promoção para utilizar. Se você está pensando em ampliar a sua formação e em adquirir uma segunda profissão, pense na nossa oferta. Você não vai se arrepender!

SE VOCÊ AINDA NÃO É NOSSO AFILIADO, APROVEITE ESSA OPORTUNIDADE! CADASTRE-SE AQUI.